Seguidores

6

Obrigado de coração...


"Soneto do amigo

Enfim, depois de tanto erro passado
 Tantas retaliações, tanto perigo
 Eis que ressurge noutro o velho amigo
 Nunca perdido, sempre reencontrado. 

 É bom sentá-lo novamente ao lado 
 Com olhos que contêm o olhar antigo
 Sempre comigo um pouco atribulado
 E como sempre singular comigo.

 Um bicho igual a mim, simples e humano
 Sabendo se mover e comover
 E a disfarçar com o meu próprio engano.

 O amigo: um ser que a vida não explica 
Que só se vai ao ver outro nascer
 E o espelho de minha alma multiplica..."
Vinicius de Moraes

6 Bruxinhas:

Selene

Olá Bruxinha.
Quero dar-te os parabens e desejar-te felicidades.
Infelizmente não tenho tido tempo de vos visitar, e perdi o sorteio. Mas o importante é que estou aqui para te felicitar.

Felicidades

O meu pensamento viaja

Os amigos são assim, " o espelho de minha alma os multiplica"
Um grande beijo

Selene

Olá, o texto é lindo.

Beijinhos

ღღღღ Cici ღღღღ

Imagine...
Vc é uma pessoa muito querida, viu?!
Faço questão de vir aqui sempre!!!
Bjns

Roseli

Adoro este poema de vinícius de Mores, que fala do amigo. Uma excelente escolha querida. Tenha uma noite abençoada e beijinhos carinhosos para ti.

Rosangela Ribeiro

Oi Ana, vim aqui dar uma espiadinha ,rsrsrsr,como sempre e deixar um carinho. Beijosss

 


Criando e Evoluindo